Antes só do que mal acompanhado (a).


Falta de atenção no namoro, falta de conversa. O que isso significa? 

A seguir vou mostrar o que dizem os especialistas no assunto.



A falta de atenção do parceiro e o egoísmo são as principais reclamações. Características como essas fizeram o namoro de três anos da administradora Mariana Buarque entrar em crise. "Depois que fizemos dois anos começamos a nos afastar. Ele parou de me acompanhar em festas e reuniões de família e começamos a nos ver menos. Começamos a discutir muito por causa de atitudes egoístas da parte dele", diz.
Silvia reforça dizendo que as pessoas também se sentem inseguras com a falta de conversa, de companheirismo e pelo medo da infidelidade. A psicóloga ainda diz que depois de um longo tempo de relacionamento é possível que o casal fique menos próximo. "Quando as pessoas não sabem cuidar da relação o tempo de relacionamento acaba "pesando" e isto contribui para um afastamento independente de rompimento ou não da relação", analisa.

Para tentar amenizar a situação, conversar é a melhor opção.       "O importante é dialogar sempre. O parceiro precisa saber o que você pensa e está sentindo", recomenda. Mariana diz que tentou conversar, e por um momento a relação melhorou, mas ela já não sentia a mesma coisa. "Antes de completarmos três anos de namoro, eu não aguentava mais discutir por questões individuais e demos um tempo. Depois voltamos, mas não foi a mesma coisa. Eu percebi que não estávamos na mesma sintonia e era por isso que eu o sentia tão longe de mim".

Outro problema, é quando por não estar mais se sentindo bem e querer terminar a relação a pessoa não sabe o que fazer e acaba se distanciando. "Foi muito difícil terminar, pois no início nos gostávamos bastante, mas precisou ser feito antes que acabássemos com qualquer sentimento bom que ainda restava", conta Mariana. Para a especialista, quando a pessoa pensa em terminar é porque ela já não está tão apaixonada e não quer mais viver a relação. Em vez de fugir do problema, o ideal seria pensar no que está errado e discutir com o parceiro. "A pessoa deve pensar que se ela não está se sentindo bem, ela não pode fazer bem ao parceiro. Se recolher e acabar se afastando só vai piorar a relação e magoar o outro. Seja verdadeiro e cuidadoso com seu par, mas caso você não se sinta mais apaixonado, saia da relação. Isto é ter respeito consigo mesmo e com o outro", explica.

Para os comprometidos que passam por essa situação, lembrem que continuar em um relacionamento, mesmo que você se sinta preso e infeliz, só por medo de ficar sem ninguém não é uma boa escolha. Ficar recluso e afastado só vai atrapalhar a relação, por isso converse. Já para aqueles que sentem o parceiro cada vez mais distante, demonstrar que isso o afeta é a melhor solução e caso a situação não mude com muita conversa, termine. Afinal, muitas vezes é melhor estar sozinho do que mal acompanhado.

Então fica a dica: cuidado,  namorar por namorar, não é um bom negócio. Entenda também que às vezes enquanto você está em um relacionamento trabalhoso, o seu verdadeiro amor pode chegar e você deixar passar. 


Um grande abraço e boa sorte!


Edição de texto by: @WezitonMedeiros
Página Anterior Próxima Página Home