Quem é esse seu namorado(a)? Você conhece ?

Dizem que o amor é cego e isso tem lá o seu lado verdadeiro, visto que quando se está apaixonado não se consegue ver os defeitos do outro, apenas as coisas boas. Aliás tudo nos parece muito bom. Mas tal comportamento, não raras vezes, podem trazer sofrimentos emocionais que duram por longos e demorados anos.


Temos visto casos na igreja onde uma adolescente cristã, menina de Deus, que caminha nos princípios da palavra da Deus (a Bíblia), de repente se apaixona por um rapaz e quando as pessoas a sua volta se dão conta, ela já está apaixonada por uma pessoa pouco recomendável.

A partir da paixão as coisas ficam difíceis de ajustar, pois ainda que as evidências deixem claro que o indivíduo não é um grande caráter, uma pessoa confiável ou coisa assim, a garota tem a tendência de não acreditar. Daí começa o sofrimento da família.

Pra você que ainda é jovem ou adolecente, vou te ajudar a perceber alguns detalhes que podem levar a uma conclusão mais acertada, quanto a namorar ou não namorar determinada pessoa.

Essas observações são válidas para ambos os sexos.

1- Se for possível, dê uma olhadinha no quarto dele (a), ali você pode conhecer coisas importantes sobre ele (a). Comece pela organização, limpeza e ordem, e outras coisas que ali podem haver.

2- Como ele se relaciona com a mãe e o pai? Quem não trata bem a mãe, porque trataria bem uma esposa ou o esposo. Ele honra o pai, o trata com respeito? Ele fala do pai e da mãe com admiração?

3- Preste atenção nas coisas que ele (a) ler. Nós ficamos parecidos com aquilo que lemos.

4- Se ele (a) está desempregado, a que horas levanta e o que faz durante o dia.

5- Qual a participação dele (a) na família, ele (a) ajuda em casa, nos trabalhos domésticos ou financeiramente? Será que ele tem ideia de quanto é que custa para os pais a manutenção dele?

6-Quais os sites prediletos dele, o estilo musical (veja os CD que ele ouve e os DVD que ele mais gosta).

7- Qual a impressão que os amigos dele (a) passam para você.  Nossos amigos somos nós que escolhemos e eles geralmente são parecidos conosco. 

8- Com relação às leis como ele (a) se comporta, respeita as leis e as autoridades?

9- Com relação à escola, como ele (a) vai de notas e seu interesse pelo estudo, respeito pelas regras da instituição e pelos profissionais do lugar.

10- Com relação às drogas, o que ele fala, ainda que de vez em quando. Já ouve alguma história que não ficou bem contada, do tipo, “ a polícia achou droga no carro, mas não era minha” ou “eu estava junto, mas não usei”, “ eles usam, mas eu não”, ” fui preso (a), mas sou inocente”. Sinal de alerta , isso pode ser a ponta de um iceberg!

11- O que ele (a) pensa com relação a Deus, a Bíblia e os temas virgindade, santidade, obediência, batismo e outros?

Deixo essas valiosas dicas principalmente para você adolescente que o coração é tão mole para se apaixonar. Cuidado, porque nosso coração é enganoso... Ele pede uma coisa que às vezes Deus não tem reservado para você! Então, espero que a partir de agora você possa ter mais cuidado em suas escolhas.  

Seja Inteligente, antes de se apaixonar com o coração, pense com a razão!


By: @Wéziton Medeiros
Página Anterior Próxima Página Home