História de uma leitora:

Conheci meu namorado quando fazia um curso em uma escola de informática, ele era meu professor.
Quando iniciei o curso ele namorava, contudo, depois de um tempo esse relacionamento não deu certo e eles terminaram, assim começamos a conversar e ficar amigos.
Com o tempo essa amizade foi se transformando em amor e quando vi estava louca por ele!
Sofri muito por um tempo, porque ele saia com outras meninas e dizia pra mim que não poderia ficar comigo por ser meu professor.

Após 2 anos de espera e muitas turbulências, ficamos pela primeira vez, e quando vi já estávamos namorando, entretanto ele não foi a minha casa conhecer minha família nem nada... Eu tinha tanto medo de perdê-lo que não exigia nada dele, apenas tentava contornar as coisas em casa.
O tempo passou e nada mudou, já terminamos várias vezes pelo mesmo motivo: Ele não frequenta a minha casa e não me acompanha nas festas da minha família, pois diz que não gosta de festas. Mas o engraçado é que quando as festas são da família dele, ele gosta que eu esteja presente e eu sempre estou.
Meus pais já aceitaram esse jeito dele, mas eu me chateio da mesma forma, porque gostaria que fosse diferente, que fosse igual a todo mundo, um relacionamento normal.
Tenho medo de me casar e me afastar por completo da minha família por causa dele.
Perguntei pra ele uma vez como seria depois de casado e ele me respondeu que moraríamos em outra cidade para evitar as "festas de família".
Por outro lado, ele para mim sempre foi ótimo, não tenho o que reclamar. Sempre carinhoso, atencioso, por isso tenho medo também de deixá-lo e me arrepender depois por isso.
Enfim, estou perdida e não tenho com quem falar sobre. Me sinto dividida e qualquer lado que eu escolha vou estar decepcionando alguém ou a mim mesma.
Gostaria que você me desse uma luz por favor!

                   ................................................................//....................................................................

Olhe, quando eu li essa história, eu confesso que fiquei pensando: mais uma história do mesmo jeito! Quero te informar que isso acontece com muitas pessoas. O coração do ser humano é muito confuso, ele tende a sempre querer nos enganar, nos frustar e até nos matar, cuidado! Para começo de conversa, já vou te informando que eu apenas vou te orientar de acordo com as minhas concepções, logo, afirmo que não sou o dono da verdade, certo? Pois então vamos lá... 
Tem uma parte da sua história que me chamou muito atenção. Você afirma a todo instante que o seu namorado não frequenta a sua casa e que ele não gosta de participar de festas da família. Olhe, isso é um ponto muito negativo... o casal quando se casa, ele não se casa apenas um com o outro, mas com a família também, certo? Acho que você já ouviu essa frase... Então querida, saiba que você casando com ele desta forma, trocará sua família por ele. Acho que seu relacionamento caminhando assim, não está indo num caminho certo. Você precisa visitar a família dele, e perceber como ele trata a mãe, o pai e os irmãos dele, isso é muito importante. Se seu companheiro não trata bem os parentes dele, imagine você que não faz parte da família dele? Devemos ter cuidado, porque o casamento é um passo muito importante... Você falou que os seus pais já aceitaram esse jeito dele, não é? O que te digo é o seguinte: o que vale é o que você pensa sobre isso... Não adianta os seus pais aceitarem e você não aceitar essa situação. Você tem que estar com alguém que ama estar com você, mas com a sua família também. A vida é feita de escolhas, cuidado com as suas escolhas. O seu futuro é reflexo das suas escolhas do presente. Amiga, quero finalizar dizendo o seguinte: "o seu presente pode estar até comprometido, cheio de dúvidas, tristezas e angustias, mas o seu FUTURO está INTACTO, só te esperando, aproveite!

Felicidades, é tudo que te desejo.



História de uma leitora: Gosto de duas pessoas ao mesmo tempo. Qual escolher?

História de uma leitora:

Olá! Não gostaria de divulgar meu nome, mas meu problema é o seguinte:

Ainda estou na escola e comecei a gostar de um garoto. Contei para ele pois minhas amigas me forçavam e ficavam dizendo que ele também gostava de mim. Antes de contar confirmei que eu era a paquera dele. Contei para ele, mas pela internet. Depois comecei a gostar de outro menino e o garoto que eu contei que gostava dele ali no início ficou bravo, então desisti da ideia pois depois percebi que não valia a pena. Agora estou gostando de novo de outro menino, mas tenho medo de contar para esse menino porque acho que meu 1° paquera vai ficar bravo e eu vou me arrepender e tal. Esse menino de quem eu comecei a gostar também gostava de mim, só que eu pensava sempre nele discretamente. Depois que ele parou de gostar de mim fiquei meio confusa. Ainda gosto dele, mas ainda gosto do meu 1° paquera e não sei o que fazer. Se você puder me ajudar, desde já agradeço. E desculpe se a pergunta estiver meio confusa.


         ______________________//______________________

Seguinte, eu não a conheço, mas pude perceber que pelas suas palavras, por ainda "estar na escola" e pela variedade de sentimentos sentidos, uma hora por um, outra hora por outro, imagino que seja uma pessoa muito nova...
Sabe por que digo isso? Porque quando somos "novinhos", existe uma confusão imensa em nossa cabeça. Imaginamos a vida de uma forma que ela não é, imaginamos que um dia chegará um (a) príncipe ou princesa que vai nos fazer feliz pela a vida inteira, e que nunca vai nos entristecer, que vai cuidar nos mínimos detalhes, para nunca nos magoar ou nos fazer chorar. Só que isso não acontece...

Percebemos que as pessoas são muito parecidas umas com as outras, e se não tivermos cuidado na escolha, iremos sofrer no futuro, por escolhas que foram feitas sem pensar.

Então o que eu quero dizer com isso, é que você deve tomar muito cuidado ao escolher, entre o seu "primeiro paquera" ou o "rapaz novo" que você "está gostando". 

Querida, quero deixar um alerta:

Tenha muito cuidado, pois o nosso coração é enganoso, ele nos cega, nos deixa sem raciocinar, e até nos faz cometer loucuras, sabia? Imagino que você deve estar pensando: "Mas eu não vou casar com nenhum dos dois mesmo Wéziton, eu apenas quero alguém ao meu lado hoje, amanhã será outro dia"...

É aí que nós nos perdemos! Perdemos e muito! Você sabia que quando fazemos uma escolha, qualquer escolha, estamos dizendo sim para um lado e dizendo não para o outro. Então, algum sofrimento sempre vai haver. Escolha a pessoa que você acha que te faz crescer e não diminuir, escolha a pessoa que te faz bem, que te faz sorrir, que te agrega algum valor.

Enfim, quero te dizer que a escolha está em suas mãos, pense no que te falei e veja se realmente você quer o que você quer. Às vezes nós não queremos algo, porém para as pessoas não dizerem que nós não temos aquilo, escolhemos qualquer coisa que nos aparece, só para satisfazer o nosso ego.

Te desejo muitas felicidades e não sorte, porque a sorte ficou para os jogadores, e eu não considero a vida um jogo.

Lembre-se, você é livre para fazer suas escolhas, porém não é livre das consequências!

Escritor por @WezitonMedeiros




17% dos casais brasileiros brigam por dinheiro



São Paulo - Pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e o portal de educação financeira Meu Bolso Feliz mostra que 16,7% dos casais brasileiros declaram que a maneira como gastam o dinheiro é motivo de brigas frequentes entre o casal.

O percentual de conflitos aumenta para 22,7% entre os casais que têm contas em atraso. Ao analisar apenas os casais que estão com os pagamentos em dia, o índice cai para 10,7%.

Um em cada dez entrevistados também afirma que não consegue ceder à pressão dos filhos e acaba endividado. O estudo ouviu 656 consumidores de todas as capitais brasileiras.

Problema escondido

Na maioria dos casos, o conflito por dinheiro aparece disfarçado em discussões, aponta o educador financeiro do portal Meu Bolso Feliz, José Vignoli.

Se falta dinheiro para jantar fora, por exemplo, a queixa que pode surgir é de falta de romantismo. Se não sobra recursos para comprar roupas, a discussão pode ser sobre o desleixo do parceiro. Se não há dinheiro para levar os filhos para sair, o conflito pode ser sobre falta de carinho e atenção, explica o educador.

O foco das brigas não é somente a falta de habilidade do parceiro em lidar com as finanças ou o fato de o casal não ter recursos financeiros suficientes, mas também a falta de consenso sobre hábitos de consumo.

Para evitar brigas, Vignoli diz que o melhor caminho é que o casal seja sincero sobre o assunto, crie objetivos financeiros em comum e faça um planejamento financeiro.

É necessário que ambos conversem sobre finanças, saibam qual é a renda total do casal, quem tem dívidas em atraso e quais são os sonhos e objetivos do parceiro.

Os filhos também precisam acompanhar a situação financeira da família e participar das decisões para entender os limites para o consumo, afirma o educador.
Você está traindo seu marido ou sua esposa financeiramente?

Fonte: Exame.com

Homens machistas são melhores maridos?



Estou de volta e dessa vez já vou dizendo que lugar de mulher é na cozinha!

Calma, estou brincando! Não sou machista...rsrsrs...

Quem chegou a essa conclusão foram duas pesquisadoras da Universidade de Rutgers, em Nova Jérsei (EUA). E o estudo já é descrito, logo de cara, como “preliminar”, então não levem tão a sério. Mas é isso aí: os resultados de testes e entrevistas aprofundadas que Jessica Good e Diana Sanchez fizeram com 102 voluntários homens indicam que os machistas (o termo se refere, nesse estudo, aos caras que “apenas” veem a mulher como um ser mais fraco, que precisa da proteção masculina – nada a ver com qualquer tipo de comportamento violento ou coisa assim) mostraram maior investimento na família, em deixar a companheira satisfeita e no relacionamento em geral. Justamente por esse ímpeto de proteger, de cuidar da pobre mocinha indefesa.

Na minha concepção a mulher necessita mesmo de uma homem ao seu lado que a proteja e cuide dela. No caso das mulheres, elas devem saber, que o homem nasceu e foi criado para protegê-las mesmo, isso é comprovado já.

Então mulheres, se vocês estão com um homem que considera ser "machista", segura ele, porque segundo a ciência ele te dará "segurança".



Porque as mulheres se atrasam tanto nos compromissos?

Qual será o motivo que faz as mulheres se atrasarem tanto em seus compromissos? Está aqui amigos, um segredo que todo homem deseja saber! 

Andei pesquisando, os principais motivos que fazem a maioria das mulheres se atrasarem para seus compromissos, e descobri que não é apenas porque elas demoram para se arrumar ou porque elas têm mais compromissos do que nós homens. Sabe o que motiva os atrasos de muitas? É a falta de atenção! Isso mesmo, falta de atenção. 

Dificuldade em se organizar

Para a psicóloga Cristiane Moraes Pertusi, doutora em psicologia do desenvolvimento humano pela USP (Universidade de São Paulo), geralmente, são pessoas que têm dificuldade em se organizar, elaborar prioridades e seguir rotinas e compromissos. Um comportamento que, na maioria das vezes, começou a ser estabelecido ainda na infância.


Geralmente, mulheres que têm este comportamento, acaba deixando as tarefas para última hora, confirmando que tudo dará certo. Elas são "otimistas"  e consideram que pode resolver tudo rapidamente. Normalmente mulheres com estas características são autocentradas e egoístas, não conseguindo perceber o lado das pessoas, que acabam sofrendo com os atrasos contantes.

Déficit de atenção 

Este é outro motivo que leva as mulheres a se atrasarem. A incapacidade de manter horários e estabelecer prioridades também pode estar ligado ao déficit de atenção.

Muitas vezes a mulher não consegue se organizar dentro do tempo. Quando percebem já perderam a hora. Não conseguem ler um livro, pois na segunda página já esqueceu o que leu na primeira. Cuidado mulheres, vocês podem até achar que chegar atrasada é uma coisa feminina, porém o caso pode ser bem mais serio do que você pensa!

Para ajudar, deixo algumas dicas que podem ajudá-las a cumprir suas tarefas dentro do tempo:

Faça uma lista das atividades que você sempre se atrasa, e comece pelos menos por uma delas a se organizar e cumprir os horários.

Organize sua vida, seja uma pessoa que traça metas e objetivos diários.

Ao acordar pela manhã, organize em sua mente, uma lista de atividades do dia, caso sinta dificuldades, anote em um papel.

Faça um esforço para mudar seu comportamento. Saiba que estar constantemente atrasada pode te trazer perdas pessoais e profissionais. Portanto, vale a pena tentar se organizar.

Espero ter ajudado a você que sofre deste pequeno probleminha, que às vezes, pode virar um grande problemão.

@WezitonMedeiros

"Nascemos quando encontramos o amor. Tudo antes é preparo."

Mais um fim de semana e você está sozinho (a) novamente?

Temos Deus em nossos corações; nós o amamos e sabemos que Ele está conosco sempre, mas mesmo assim, algumas vezes nos sentimos sós. Parece que ainda falta alguma coisa. E muitas vezes nem falamos nada aos outros, porque temos aquela sensação de que não seremos compreendido nem pelo nosso melhor amigo.

Deus sabe e está vendo agora o que você está sentindo e como está se sentindo. Você sabe disso, mas as vezes duvida disso. 

Deus sabe que não é bom que você fique só. Foi Ele que ao olhar para Adão viu que não era bom que ele ficasse só. Assim como naquele jardim Ele olhou para Adão, Ele está olhando para você agora. 

Ele sabe que não é bom você estar só. Creia, Ele sabe! 

Deus sabe quanto tempo mais você é capaz de suportar. Mesmo que você ache que não suporta muito tempo, Ele sabe até onde você vai.

É facil essa decisão?
Já vimos que não, né? Ele sabe que não é!
Aliás quem te falou que seria fácil?

Aprendi algumas coisas sobre a espera:

Vale a pena esperar por aquilo que será para sempre.
O que vale a pena possuir, vale a pena esperar.
Tudo chega com o tempo para quem sabe esperar.
Circunstâncias passam, pessoas passam, sentimentos passam.
Seu tempo de solidão também passará.
Um dia, não muito distante, você vai ter ao seu lado alguém que passará todos os sábados para sempre ao seu lado, pelo resto da sua vida. Aí, você se lembrará de hoje, e agradecerá ao Senhor por ter esperado.

"Um dia você saberá que não importa a pessoa que você passa a sexta-feira a noite, mas sim, as tardes de domingo."

Amanhã quando você estiver ao lado do seu namorado, noivo ou esposo, seu sábado com ele ou ela, será muito especial, justamente porque hoje você descobriu como é estar sozinho.

Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças. 
Filipenses 4:6

Para finalizar quero dizer que a vontade de Deus nunca irá levá-lo, onde a graça dEle não possa te alcançar. Ele tem cuidado de você, somente ESPERE!

Wéziton Medeiros- Twitter  @WezitonMedeiros

Meu esposo não me dá atenção, o que faço?

Olá meus amigos, estou de volta! Quero pedir desculpas, pois sei que estive alguns dias ausente, porém prometo me esforçar ao máximo para pelo menos uma vez por semana, estar aqui batendo um papo e compartilhando experiências com vocês, tudo bem?
Hoje vou mostrar uma história muito emocionante de uma leitora do Blog. Ela me escreveu semana passada, e como prometido, segue abaixo o que ela me conta.

Meu nome é -------------. Conheci seu blog e gostei muito! Tenho problemas em meu casamento e não sei como resolver, então pensei, talvez você possa me ajudar.
Tenho 34 anos e meu marido 41. Somos casados há 14 anos e temos 2 filhos, sendo o mais novo, com apenas 3 anos. O problema é que às vezes sinto muito arrependimento de ter me casado tão nova, acho que não aproveitei nada da minha vida de solteira, tenho um serio problema sexual com meu marido, pois ele nunca me procura para termos relação. Se eu não procurá-lo, passamos meses sem ter relação, peço a ele pra me levar no motel, pois tenho vontade de conhecer, ele nunca quer, às vezes chego a dizer a ele que vou arrumar outra pessoa. Olhe, rara são as vezes que eu sinto prazer em ter relação sexual, na verdade, nem sei se já tive orgasmo, às vezes tenho vontade de ter relação com outra pessoa, sabe? Não sei se por curiosidade, pois nunca tive outro homem na minha vida ou por sentir falta de carinho. Geralmente tenho muita vontade de me separar, mas tenho medo de me arrepender. Ele é um ótimo pai, uma ótima pessoa, porém não sei se ainda gosto dele. Ele não gosta de conversar sobre nossa relação, principalmente no que diz respeito a sexo. Eu não sei mais o que faço, me sinto presa neste casamento, me sinto carente e confusa. Por favor, se puder me ajudar ficarei muito grata. 

Desde já agradeço.

           _______________________________________________________________________

Quando recebi a história dessa leitora, fiquei pensando por alguns momentos. Meu Deus, que prisão essa mulher está vivendo! Que coisa frustante e horrível! Existe pessoas que costumam dizer que vivem encalhadas e que não conseguem se relacionar com ninguém. Nessa hora eu faço a seguinte pergunta: você realmente acha que está encalhado (a)? Gente, casamento mal construído é uma verdadeira prisão. Histórias como essa, existe e sempre existiu dentro dos lares. Porém, a pergunta é: quais os motivos que leva homens, como o esposo dessa leitora, a agir dessa forma?

Bem, para inicio de conversa, quero dizer que não adianta você ficar se martirizando e dizendo para si mesma o tempo inteiro, que casou com a pessoa errada. A maioria das pessoas quando estão indo mal no casamento, costumam afirmar que casou com a pessoa errada. Tenho certeza que algum amigo, parente ou conhecido já chegou para você dizendo, que casou com a pessoa errada, pois o seu casamento está indo de mal a pior. Existe aqueles "amigos" que chegam e dizem:  "fulano... largue esse cafajeste, você merece alguém melhor!" Estou errado? Creio que não! Pois bem, sinto muito informar, mas a culpa do casamento estar indo de mal a pior, não é do seu casamento e sim de vocês dois. Gente, casamento não tem vida própria, casamento é formado por dois indivíduos, esses dois, são os principais e únicos responsáveis pelo casamento estar bem ou mal.
Para o casamento se "saudável", é preciso que o homem e a mulher abra os olhos e enxergue que é preciso existir conversa, cumplicidade e atenção entre ambas as partes. No caso da nossa amiga, ela afirma que o esposo dela não gosta de conversar. Querida, deixa eu te dizer uma coisa: não é só o seu esposo que não gostar de conversar, isso uma coisa inerente a nós homens... Homens gostam de resolver as coisas de uma maneira simples. Sentar e conversar é um desafio imenso para certos homens. Por esses e outros motivos, existe tantos problemas nos casamentos. A falta de diálogo entre o casal acaba com a relação. A mulher é atraída pelo que ouve e o homem pelo que ver.Vocês estão cansados de houvi isso. Então por que não colocar em prática? Mulheres, despertem o poder de persuasão que existe dentro de vocês! A mulher que sabe persuadir um homem, esta será feliz. Existe uma frase que diz: "o homem é a cabeça da casa e a mulher o pescoço." Isso quer dizer, que o homem pode ser o cabeça, porém o pescoço é que mostra para qual o lado a cabeça deve se mover.

"Casar todos os dias com a mesma pessoa,
 essa é a verdadeira solução para um 
casamento duradouro."

Procure formas de inovar seu casamento. Desperte atitudes que você e o seu esposo tinham quando estavam namorando. Você lembrar quando ligava para ele só para dizer que o amava? Ele ficava muito feliz, não era? E porque você parou de tratá-lo como antes? Imagino que ele também não a trata como antes, porém não aceite essa rotina destruir seu casamento. A chave para um casamento feliz não é encontrar "a pessoa certa" ou a "sua alma gêmea", todavia, as atitudes certas dentro do casamento é a verdadeira solução para a felicidade. Não pense em trocar de esposo, mas troque as suas atitudes. Não pense em conhecer um motel com outro homem, mas faça da sua casa um motel, só seu e do seu esposo. Não tenha curiosidade em conhecer outro homem, mas procure conhecer mais e mais a pessoa que está ao seu lado. Você pode estar dizendo: "mas eu conhece meu esposo até demais, Wéziton!" Eu afirmo que não! Você nunca conhece totalmente a pessoa que vive ao seu lado. No casamento precisa existir todos os dias uma descoberta. Assim como no início da relação, nós gostamos de conhecer e descobrir coisas que nosso (a) companheiro (a)  gosta, no casamento isso não pode parar de acontecer.
Ratificando minhas palavras, quero dizer que não adianta casar com outra pessoa, para resolver os problemas do atual casamento, a dica é: case todos os dias com a mesma pessoa, essa é a verdadeira solução para um casamento duradouro.

A mulher sábia edifica a sua casa, mas com as próprias mãos a insensata derruba a sua.



Versículo citado no texto: Provérbios 14:1

A primeira impressão


A famosa ideia de que "a primeira impressão é a que fica" pode ser uma verdade no início da maioria dos relacionamentos. O primeiro encontro pode ser um ponto a favor na conquista, mas também pode significar o fim de um relacionamento que ainda nem começou. Tudo vai depender da conversa e do comportamento dos pretendentes quando tiverem o primeiro contato.

Muitas mulheres acham que uma boa conversa é aquela cheia de informações e detalhes pessoais e profissionais. São as chamadas "línguas soltas", que fazem comentários do tipo: tenho um ótimo emprego, não gosto de homens galinhas, quero ter filhos em menos de 1 ano, entre outras coisas. Do outro lado, existem homens que exaltam a vaidade e só sabem falar sobre si mesmo, soltando frases como: eu só namorei mulheres bonitas, tenho o cargo mais alto da minha empresa, sou o melhor na pelada de futebol, meu carro é bom minha casa é linda e blá blá blá e por aí vai.

Depois de tanto blá, blá, blá, se a pessoa do outro lado da mesa não sair correndo, ela pode ser considerada no mínimo educada, mas as chances de ela não te procurar no dia seguinte são enormes.
 


Existem mulheres que falam tanto sobre elas mesmas que dar vontade de levantar e deixá-las falando sozinhas. Às vezes parece que elas estão em uma entrevista de emprego e não em um encontro. Acho que o papo deve fluir de acordo com o clima, sem a preparação de pré-roteiros. Também é importante sempre prestar atenção para ver se não está falando demais ou de menos.


Confira algumas dicas para evitar as más impressões: 


- Procure elogiar de maneira sutil o seu acompanhante.

- Menos é mais. Você nunca diz a pessoa incrível que é; deixa que
o parceiro descubra sozinho.
- Não se distrair com telefones e outras interrupções.
- Fique antenada (o) ao que está à sua volta, principalmente ao humor da sua paquera. Avalie cada situação para reagir de acordo.
- Não seja um livro aberto. Resguarde seu estoque de informações sobre sua vida.
- Nada de se fazer de coitadinha e nem de muito independente.
- Não pergunte muito sobre a situação financeira dele (a).
- Pense bem no que vai dizer e como vai dizer.
- Não minta.





Sim... Já estava esquecendo!



Existe também aqueles (as) que no meio da conversa, começa com aquele clima de desabafo, contando o que aconteceu com seus antigos relacionamentos, deixando a pessoa que está ouvindo frustado (a) com tantas coisas negativas. Por favor pessoal, evitem falar dos antigos relacionamentos, porque eu digo com toda propriedade que isso não é legal.


Se ainda persistir alguma dúvida, entre no  "Espaço do leitor" no Menu do Blog ou comente abaixo. 


Um grande abraço e cuidem-se!


 By: @WezitonMedeiros

Próxima Página Home